E-Chords
Baltazar Violeiro e Martinho

Moenda Da Usina(Ukulele chords)

Baltazar Violeiro e Martinho

Key: B
B 
Sentindo saudade da roça 
              G#              C#m 
Terra que era nossa resolvi rever 
   F#7 
A tempos que eu não voltava 
                                         B 
Ao lugar que eu morava e que me viu crescer 

Andar pelas verdes campinas 
                             F#7 
E a agua da minha de novo beber 
E                           B 
Mas confesso quando lá cheguei 
                               F#7 
Ao lugar que a infância passei 
       E      F#7       B 
Quase não pude reconhecer 


Não havia mais os arvoredos 
              G#            C#m 
Cheguei a ter medo da evolução 
   F#7 
A paineira de tronco frondoso 
                                B 
Estava em repouso de baixo do chão 

Rego d’água movia o monjolo 
                               F#7 
Secou o seu solo com a devastação 
      E                    B 
E a madeira dos nossos currais 
                     F#7 
Com o fogo dos canaviais 
      E      F#7        B 
Só ficaram cinza e carvão 


Nossa casa meu primeiro abrigo 
              G#              C#m 
Talvez por castigo nessa solidão 
    F#7 
A varanda tinha desabado 
                         B 
Somente ficou de pé o salão 

Quando entrei pisando no entulho 
                              F#7 
Talvez por orgulho do meu coração 
       E                    B 
Encontrei um quadro sem moldura 
                         F#7 
Lá no prego da parede escura 
         E       F#7      B 
Com a fumaça do velho fogão 


Com meu lenço tirei a poeira 
            G#           C#m 
Então a primeira imagem surgiu 
       F#7 
Era a foto daquela fazenda 
                                  B 
Que hoje as moendas da usina engoliu 

E na sombra da velha paineira 
                         F#7 
Boiada carreira na foto saiu 
       E                     B 
Vi meu pai com seu cavalo branco 
                         F# 
Na verdade confesso sou franco 
       E       F#7      B 
Nessa hora meu pranto caiu 

( B  A#  B  D ) 

C# 
Apertando no peito o retrato 
              A#                     D#m 
Pressenti de fato meu pai e meus irmãos 
      G#7 
Ouvi passos pelo assoalho 
                                  C# 
E o cheiro do alho invadiu o casarão 

Pois mamãe fazia na cozinha 
                               G#7 
Arroz com galinha verdura e feijão 
      F#               C# 
E a maninha com delicadeza 
                     G#7 
Colocava o forro na mesa 
        F#     G#7        C# 
Prá servir a nossa refeição 

C# 
Parecia tudo real 
              A#               D#m 
Que até senti mal de tanta emoção 
     G#7 
Resolvi deli me retirar 
                               C# 
E de volta pegar o velho estradão 

E levando somente comigo 
                               G#7 
Este quadro antigo pra restauração 
       F#                  C# 
Muito triste voltei pra cidade 
                    G#7 
Mas voltando a realidade 
            F#      G#7        C# 
Sei que os tempos jamais voltarão 

roll up this ad to continue

share this page

See Also: