E-Chords
Quarteto Coração de Potro

Florzita De Campo Aberto(Chords)

Quarteto Coração de Potro

roll up this ad to continue

Key: Bm
Bm                     
As pedras da sanga clara 
                        C#m7(b5) 
Que corre ao fundo da estância 
                          F# 
São tão preciosas, Tão raras 
                          Bm 
São o livro da minha infância 

                      F# 
Ali cruzei com um bilhete 
                         Bm 
Direito a um rancho lindeiro 
                 F# 
Pedia por minha mãe 
                   Bm 
Querosena pra candeeiro 
                  F# 
Levava para o vizinho 
                       Bm 
Charque, Laranja, Mandioca 
           F#               Bm 
E a esperança de aos pouquinhos 
     F#             Bm 
Ver tua trança chinoca 

Bm 
O mato que segue o rio 
                  C#m7(b5) 
Tem uma estreita picada 
               F# 
É um amigo sombrio 
                         Bm 
Traz minha história guardada 
  
                      F# 
Guarda o aroma das flores 
                   Bm 
Cheiro de raiz molhada 
                        F# 
Me viu pechar com os rigores 
                         Bm 
Rumbeando ao rancho da amada 

                      F# 
Pra sentar junto contigo 
                   Bm 
E dar mate ao coração 
                     F# 
Assim tu vinhas comigo 
                   D/F# 
Sem sair do teu rincão 

 D/F# 
Aquela estradinha andeja 
         D#º            Em 
Aberta por gado e por gente 
               A7 
Tem alecrins, tem carquejas 
                          D 
Que lembram de mim contente 

D/F# 
E tem só marcas de casco 
       D#º            Em 
Pra o lado da tua morada 
                      A7 
Na volta... eu vinha tão leve 
                        Bm 
Que nem marcava na estrada 


Mais quinze dias de lida 
E estavas sempre comigo 
Que linda e terna é a vida 
Pra quem não sente o perigo! 

Bm       
Naquela taipa arrombada 
                 C#m7(b5) 
Na invernada da tapera 
                  F# 
Cada mareta da aguada 
                         Bm 
Conta um pouco do que eu era 

                  F# 
Ali me vi ao inverso 
                      Bm 
Na flor d'agua cristalina 
                      F# 
E fiz meu primeiro verso 
                   Bm 
Para agradar-te menina 

                      F# 
Florzita de campo aberto 
                        Bm 
Que a nós do campo apaixona 
                     F# 
Te cuida o gado liberto 
                      Bm 
E as tropilhas cimarronas 

Bm 
E assim me tornei poeta 
                C#m7(b5) 
Cantador e vira-mundo 
                  F# 
E tu ficaste, discreta 
                  Bm 
Embelezando esses fundos 

                     F# 
Jamais achei teu encanto 
                    Bm 
Por este tempo disperso  
                         F# 
Voltei pra encontrar meu canto 
                    Bm 
E completar o teu verso 


Florzita de campo aberto a nós do campo apaixona 

Te cuida o gado liberto e as tropilhas cimarronas 

Eu não te cuidei florzita minha poesia incompleta 

E te deixei, tão bonita! Por cismar de ser poeta 
                                       
(E te perdi, tão bonita! Por cismar de ser poeta) 
share this page

See Also: