E-Chords
Pedro Bento e Zé da Estrada

Malandro Do Café(Chords)

Pedro Bento e Zé da Estrada

roll up this ad to continue

Key: Eb
Cururu  Eb Bb F7 Bb F Bb   

Bb                                     F7  
E fui na cidade encontrei um malandro 
                            Bb 
Fazendo arruaça na Praça da Sé 
                       Bb7       Eb 
Já tinha batido em diversas pessoas 
           F7              Bb 
Pulava na rua igual chipanzé. 

Eu nunca levei desaforo pra casa 
      Eb                         Bb 
Também não respeito valente qualquer 
               F7                  Bb 
Eu não sou japonês, mas dei um caratê 
              F7                 Bb 
Fiz o cara gemer em baixo do meu pé. 

Bb                               F7  
O povo da praça saudou, me aplaudiu 
                              Bb 
E queria saber o meu nome qual é 
                      Bb7       Eb 
Tenho sangue puro de índio Xavante 
              F7              Bb 
Nascido no mato em rancho de sapé 

Eu conhecido por filho de índio 
      Eb                  Bb 
Exijo respeito aonde estiver 
               F7                 Bb 
E também já bati num valente malando 
                 F7               Bb 
Que queria ser bom lá no bar do café 

Bb                                F7  
Um dia encontrei esse tal de valente 
                          Bb 
Bebendo num bar lá no Sumaré 
                       Bb7       Eb 
Queria fazer eu beber pinga a força 
               F7            Bb 
Pra fazer bonito pra certas muié 

Eu passei o pé, o malvado virou 
      Eb                      Bb 
Igual um valente na mão do chofer 
               F7              Bb 
Saiu cambeteando pedindo socorro 
               F7            Bb 
E foi se esconder lá no Jaguané 

Bb                                   F7  
No bairro que eu moro eu sou respeitado 
                               Bb 
O vizinho da porta não faz que quer 
                     Bb7       Eb 
Quem quiser topar desaforo comigo 
               F7                 Bb 
Que venha sozinho e não traga mulher 

Eu já encontrei quem foi galo índio 
      Eb                         Bb 
Mas perto de mim virou um garnizé 
                   F7                 Bb 
Quis partir pra briga eu tapei sua orelha 
                F7              Bb 
Até hoje não sabe onde foi seu boné 
share this page

See Also: