E-Chords
Saulo Laranjeira

Casa de Taipa(Chords)

Saulo Laranjeira

roll up this ad to continue

Key: C
Intodução: C F G C 
 
C 
Casa de Taipa ripa e cumieira feita de madeira 
F                                                                        C  
Morada do Zé da Contas que vive lá nos cafundó 
F                                   C      F 
Que prepara o seu roçado e só faz questão de ser  
      C                       D7                 G 
honrado em vão espera tempos mió 
C 
Casa de Taipa ripa e cumieira feita de madeira 
F                                                                       C  
Morada do Zé da Contas que vive lá nos cafundó 
F                                        C     F 
Que prepara o seu roçado e é o melhor amigo do 
C 
mané 
D7                      G 
E a noite dança forró 
Am                                  C                     Em 
O Zé fez uma promessa e nem esperou vingar 
Am                                    C                       Em 
Pôs roupa e sapato novo e foi para igreja pagar 
F                                                                    C 
Deu um cabrito prá santa e pos uma rosa no altar 
Am                                              C                   Em 
E voltou pro seu roçado com muita fé prá esperar 
F             
Não sei se um ano ou uma vida, só sei que o tempo 
   C 
passou 
Am                                 C                        Em 
Zé ficou sem o cabrito e viu que a rosa murchou 
C                                                                        Am 
Mas sabe que Deus é bom, pois nem tudo lhe faltou 
                           D7                                    G 
Zé só não sabe porque a santa não lhe escutou 
 
 
Refrão 
Am                                                                         Em     
Promessa e promessa vai, promessa e promessa vem 
                                 F 
É o Zé pedindo pro vento pensando que a chuva vem 
Am                                                                          Em 
Promessa e promessa vai, promessa e promessa vem 
                               F 
É o Zé pedindo fartura prás terras não sei de quem...

_______________________________________________________________31ago2005
Colaboração: Marcos Aurélio Dias Barbosa
Itaporé/Vale do Jequitinhonha - Brasil
[email protected]
share this page

See Also: